Raposas entre os Refugiados


RAPOSAS ENTRE OS REFUGIADOS

A dor dos expatriados, o grito dos refugiados...

Multidões desvalidas

de minha poesia involuntária,

de um surrealismo escondido

na própria realidade,

que quase não consigo exprimir.

Ninguém os quer...

A fotografia suprime a inquietadora estranheza

de nossa ausência constante,

diante daqueles olhares desolados,

daquela torrente humana,

convulsiva, convulsiva...

carregando consigo os olhares angustiados

e a dor na alma,

de uma ilusão sem destino.

O oceano os engole em suas águas escuras,

gélidas e profundas,

enquanto que em terra tropeçam exaustos

entre os trilhos da existência humana,

que nos fere com um duro golpe na alma.

A estranheza alheia os consome,

cercados entre as teias que se tecem de arame farpado,

é o prenúncio de suas covas invisíveis.

São como uma revoada de pássaros famintos

e sem esperança,

prontos para caírem em laços

de um velho mundo novo,

e como um filme que se passa lentamente,

o olhar destes seres humanos esvaziados de si,

estão fitos em nós!

(Denise Costa)

#refugiados #árabes #europa #síria #imigrantes

Featured Posts
Recent Posts
Archive
Search By Tags
Nenhum tag.
Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • Facebook - White Circle
  • White Instagram Icon